Vantagens da dupla cidadania

Antes de falar sobre as vantagens vou contar uma pequena experiência.

No final do ano passado eu, Gabi, Diandra e André fomos passar o ano novo em Paris, tudo lindo! Para quem nunca viajou é assim: quando você desembarca no aeroporto é preciso passar pela alfândega, tem uma fila para cidadãos da União Europeia e uma para resto do mundo. Bom, chegando a nossa vez de receber o tão esperado carimbo para finalmente poder entrar no país, chegou a parte da humilhação. Tivemos que mostrar o nosso dinheiro, cartões de crédito, comprovante de hospedagem, passagem de volta, além é claro de responder inúmeras perguntas que nos foram feitas. O André ainda teve que explicar um anel meio estranho que estava usando. Enquanto isso a fila da U.E andava que era uma beleza…

Então, além de ser tratado com respeito em toda a Europa, as vantagens são muitas. Ao tornar-se cidadão italiano, você poderá ali residir e gozar dos mesmos direitos e obrigações de quem é natural, seja quanto à moradia, trabalho, estudo, política, assistência médica, enfim, você se torna um italiano.

E tem ainda a parte que mais nos interessa, todo cidadão da U.E tem direito a estudar e concluir formação, trabalhar e residir em qualquer país do grupo, além de não precisar de visto para entrar nos Estados Unidos. Os países que fazem parte da U.E são: Alemanha, Áustria, Bélgica, Chipre, Dinamarca, Eslovênia, Espanha, Estônia, Eslováquia, Finlândia, França, Grã-Bretanha, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Holanda, Polônia, Portugal, República Checa e Suécia.

E você tá esperando o que pra ir tirar a sua?