Bonne Année!

Tradicionalmente os franceses só desejam feliz ano novo depois da virada, antes dá azar. Então, feliz ano novo! Ano passado passamos o Reveillon aos pés da Torre Eiffel, foi assim que tudo isso aconteceu, nos apaixonamos pela cultura, pela cidade, pelas pessoas.. ai ai

Por motivos óbvios 2012 será um ano muito importante para nós, em junho finalmente embarcamos rumo a uma vida nova em Paris! Até lá precisamos de visto, moradia e outras inúmeras coisas, esperamos relatar tudo isso por aqui.

Enquanto as novidades não chegam, coloco aqui vídeo de uma cantora francesa que me ganhou, e não vejo a hora de poder escutar isso ao vivo!

Zaz! Vale muito a pena!

Non, je ne regrette rien

Enquanto nada de novo nos acontece, pego um filminho francês e vou me familiarizando com a sonoridade da língua (não consigo entender muito mais do que je e, às vezes, a pronúncia de alguns números).

O dessa semana foi Piaf – Um Hino ao Amor. Confesso minha ignorância: já tinha escutado Non, je ne regrette rien, mas não fazia ideia de quem era a tal cantora francesa.

O filme não é nenhuma grande obra que vá entrar para a história do cinema mundial, mas cumpre bem o objetivo de homenagear uma grande artista e, principalmente, contar sobre sua vida e obra. Acontece que o filme é cheio de detalhes, tantos que a história acaba ficando meio longa além do necessário (mais de 2h de filme). Como todo grande artista, Edith Piaf teve uma infância terrível, adolescênciaconturbada e uma vida adulta cheia de dramas. A história vale a pena!

Aí fica um trecho do filme com a única música que eu conhecia.