Entrevista no Consulado da França – Parte 2

Como a Gabi já havia dito no post anterior, tivemos que remarcar nossa entrevista no consulado, desta vez com um novo curso de francês pago e os comprovantes todos em mãos, para então, quem sabe, conseguirmos o visto.

Ao contrário da nossa primeira visita, o lugar estava bem cheio (não como o consulado americano, obviamente) e meio desorganizado. Desta vez tinham duas pessoas atendendo, o Rafael e a Solange, aqui vale uma rápida explicação:

Se você está planejando ir morar na França e assim como nós adora ler uns blogs e comunidades por aí, já deve ter ouvido falar da Solange. Todo mundo toca o terror, dizendo que ela é o bicho papão do consulado! Então, muita hora nessa calma! (sic). 

Voltando.

Como na minha primeira visita eu já havia falado com o Rafael e sabia que com a Solange não seria lá muito bem atendida, fui na fila dele, lógico. Primeiro problema: o visto será concedido (ee!) mas só para o dia que começa a aula. Muita gente diz por aí que eles costumam dar o visto com entrada para pelo menos uma semaninha de antecedência, para você poder entrar no país tranquilo e caso queira ir antes para se adaptar, sem problemas! Baah, errado! Se isso existia, mudou. Teremos que entrar na França como turistas mesmo, e depois nosso visto vale automaticamente. Isso não chega a ser um super problema, mas passar pelo caras da imigração nunca é exatamente legal.

Tudo pronto com o Rafael, ele me manda a para a fila de quem? Solange!! Ela é quem estava tirando as fotos e pegando as digitais, show! Quer saber? Ela é tudo isso o que falam mesmo: grossa, mal educada e tem cara de maluca. De cara implicou com o fato de eu ter um curso de 6 meses e um contrato de aluguel para 9 meses. O coitado do Rafael foi quem veio me salvar e dizer que não havia problema, que eu tentaria renovar quando chegasse lá. Depois de muuuito tempo discutindo isso ela aceitou as condições, e na hora de fazer meu cadastro é óbvio que o sistema travou (devo dizer que eu fiquei quase duas horas em pé e com o pé machucado, beijos alegria).

No final das contas deu tudo certo, finalmente tenho o visto, para 6 meses, mas tenho! Tenho que voltar para buscar o passaporte no dia 27 de maio! yey! Sexta-feira é o dia da Gabi, torçam por ela.

Ps: Não esqueçam que o visto custa R$ 123,15 e a Solange é quem cobra, então levem trocado!

14 pensamentos sobre “Entrevista no Consulado da França – Parte 2

  1. Olá!
    Parabéns pelo blog.
    Gostaria de tirar um dúvida com você. Você se inscreveu para que duração de aulas no France Langue: de 20 aulas, 26 ou 30 aulas?
    Pergunto isso, pois o Campus France exige pelo menos 20h/semanais, mas as aulas no France Langue têm 45 minutos… Fiquei com essa dúvida…
    Obrigado desde já, e continuem compartilhando suas experiências!

    • Olá Augusto,

      Obrigada! Como as aulas são de 45 minutos, fizemos a inscrição no curso de 26h/aula para garantir as 20h semanais.

  2. Olás! Meninas, tô na mesma situação de vocês, vou me inscrever na France Langue para solicitar o visto (ai facada), mas tô com uma dúvida bem estúpida!
    Como vocês fizeram o pagamento da inscrição? Também não tenho limite alto assim no cartão, teria que fazer transferência bancária, mas não tenho ideia de como fazer isso :S
    E ah, quanto tempo demorou pra chegar o certificado de pré-inscrição? Será que dá pra marcar a entrevista no Campus France só com o certificado escaneado? Brigadão! (E obrigada também pelo gás que a leitura do blog de vcs dá na gente! É um super incentivo ler isso aqui!)

    • Rayane, ficamos felizes em poder ajudar outros estudantes perdidos com nossas experiências!

      Sobre a transferência bancária, vá até sua agência e se informe sobre taxas, etc. O dinheiro cai em 5 dias úteis e, se você der uma cobrada, eles mandam logo. No Campus France e no consulado levamos o comprovante scaneado (impressão colorida)e não tivemos problema. Quando vc pretende chegar aqui?

      Espero que dê tudo certo! :)

      • Pena que vamos acabar não nos encontrando! Perguntei porque nosso curso termina um pouco antes do Natal. Mas pode entrar antes como turista que é tranquilo, pelo menos a imigração em Barcelona não implicou.

  3. Olá gostaria de uma opinião no meu caso. Eu tenho um companheiro françês que mora na cidade de Toulouse fui pela primeira vez na França como turista em Outubro e voltei em janeiro e aproveitei esse tempo para fazer dois niveis do curso da lingua françesa na escola Aliança françesa da cidade tudo custeado pelo meu companheiro. Voltei para o Brasil para dar entrada no visto de estudante, fiz todo o processo do campus france até dar entrada da solicitação no consulado aqui em São Paulo. Tanto como o Rafael e a Solange ambos me disseram que o meu visto tem o risco de ser negado por eu não ter renda própria,pois eu estou desempregado há quase 2 anos e não tenho ninguém da minha familia que pudesse comprovar uma renda suficiente para esse processo, e eles me disseram também que eu não tenho uma relação com meu companheiro de longo tempo,eu entreguei no consulado todos as cópias de seus documentos, e ele escreveu uma carta assinada que será responsável e financiará todos os meus estudos e da minha segurança de saúde, inclusive seu demonstrativo salarial eu apresentei no consulado, e a Solange me disse que meu caso vai para análise e pode demorar até 2 meses por uma resposta, mas meu companheiro fez já a pré-inscrição para o inicio das aulas do próximo curso de françês em 04 de março eu fui no consulado no dia 21/01/13. Por favor voces poderiam me ajudar o que pensam do meu caso. Tenho chances de obter o visto?

    • Olá João, tudo bem? Essa é realmente uma questão muito complicada, pois o que nós sabemos sobre o consulado é que eles são extremamente rígidos com as questões financeiras, ainda mais por ser o de São Paulo, que dentre todos do Brasil é sempre o mais chato.
      Eu só consigo pensar em uma possibilidade que é um tanto quanto radical, mas é uma maneira de ter alguma garantia que seria fazer o Pacs, que é uma espécie de casamento, funciona como o contrato de união estável, deste forma você comprova a veracidade do seu relacionamento e não tem mais stress.
      mas de qualquer forma demoraria pra todo o processo ficar pronto e acho que você acabaria perdendo o prazo para começar suas aulas.
      Se essa não for a solução ideal, acho que infelizmente o jeito é aguardar o bom senso do consulado (que já te adianto não ser dos melhores).
      Boa sorte e volta aqui pra contar quando sair a decisão!

      • Obrigado pela dica, mas vc acha que posso fazer o pacs mesmo eu estando no Brasil e o meu companheiro na França?

    • Estou na MESMA situação que você João, ontem fui ao consulado do Rio de Janeiro e a mulher me informou que o meu caso demoraria, e que ela não me dava certeza de nada… MEDO total, mas vou esperar ! Boa sorte com seu caso!

  4. Sei que este post é antigo, e não sei se minha pergunta vai ser respondida, mas acabei me matriculando para 6 meses no curso pois como estou indo para o segundo semestre do ano letivo não conseguia me matricular pra um ano e bla bla bla. Mas o que fiquei sabendo é que quando te concedem o visto de 6 meses voce tem que voltar pro brasil para renovar, procede? como voces fizeram? Agradeço

    • Oi Lucas, tudo bem? Isso vai do consulado na verdade, quando nós tiramos o visto era de 6 meses, porém com o adendo da possibilidade de ser renovado (lá na França mesmo), mas normalmente é não renovável, o que significa que você terá que voltar ao Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s