Entrevista no Consulado da França – Parte 1

Como nada nesta vida é tão simples quanto parece, lá vai a nossa saga no Consulado da França em São Paulo para conseguir o visto de estudante. Eu tinha entrevista marcada para o dia 26 de abril, às 11h. Lembrando que não é possível agendar a entrevista no consulado sem antes passar pelo processo Campus France.

Fui atendida com uma hora de atraso por um rapaz meio simpático, apesar do consulado estar praticamente vazio. Tinha apenas uma pessoa na minha frente. De toda aquela papelada que eles exigem para estudantes (veja aqui), não olham nada dos originais, somente a carta de financiamento, o passaporte – é claro – e um formulário que deve ser levado já preenchido (que você encontra neste link). O restante da burocracia é toda em cópias.

O grande problema é que nem Campus France, muito menos o site do consulado, informam que para conseguir o visto de estudante de curso de francês, além do comprovante de estar inscrito em um curso de 20h semanais reconhecido pelo Ministério Francês da Educação, é necessário pagá-lo INTEGRALMENTE pelo período em que se está solicitando o visto.

Por isso, vamos ter que retornar ao consulado em outra data.

Aí pensamos: “é só pagar, ok”. Só que estávamos inscritas na Aliança Francesa de Paris, que aceitava pagamento apenas por cartão de crédito e nenhuma de nós possui um limite tão alto. Assim, mudamos de escola e agora vamos estudar na France Langue (que aceita pagamento por transferência bancária), mas eles só estão vendendo cursos até dezembro e, inicialmente, queríamos solicitar o visto até fevereiro – o que não será mais possível. A ideia é renovar quando estivermos lá.

Para trocar de curso é necessário comunicar a Campus France e enviar por e-mail uma cópia da carta de inscrição da nova instituição. Depois, é só reagendar a entrevista no consulado.

4 pensamentos sobre “Entrevista no Consulado da França – Parte 1

  1. Meninas hoje o consulado me enviou um email solicitando documentos que comprovem a minha relação estavel com meu companheiro françês. Perguntei para o Rafael quais tipos de documentos e ele me disse que passagens,cartas e e-mails etc. Voçês acham que eu devo imprimir os e-mails das conversas entre eu e meu companheiro isso não é invasivo d+? O que vcs pensam, vou deixar vcs á par do meu processo do visto. Bjs. Espero que vcs estejam bem.

  2. Pingback: “Eu achei que isso seria o mais difícil, mas me enganei” – PARTE III: Visto – Um tal de Master…

  3. Ai ai meu Deus … Eu conheci a Sra Solangeda Rocha… Até postei algo sobre isso no meu Facebook… essa mulher é totalmente doida……Me disse coisas que eu tive que rir pra não voar nela e foi bipolar total tbm na minha longa jornada (1 de 5) de Consulado.
    Tbm tentei mudar de atendente… kkk.. remarquei… mas me mandavam pra Miss Simpatia…
    E só para avisar os próximos …
    A Sola agora tem uma aprendiz que tá seguindo os passos dela…
    Assisti varios ali tremendo no guichê dessa outra atendente ….
    Ai ai ai
    Amanhã dia 20 volto p buscar meu passaporte
    Sexta -feira .., espero que seja o dia feliz mesmo . 🤣🤣🤣🤣

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s